quinta-feira, 24 de setembro de 2009

passarela crítica

Olha, eu não gosto de falar mal das pessoas e nem dos tipos físicos delas. Todo mundo que me conhece sabe disso. Particularmente não me suportaria cinco quilos mais gorda, mas aí entramos no quesito pessoal.

Acho muito legal e bábábá que as pessoas sejam contra as modelos esqueléticas, contra os padrões de beleza pós-modernos, contra tudo que vira obrigação. Concordo. Mas tem uma coisa que eu acho triste: gente baixa na passarela. Nem estou falando de peso a mais, hein.

O problema é que as roupas, NOS DESFILES, são feitas para serem observadas, estudadas, compreendidas. Para que a gente possa sentir a intenção do estilista ao colocar a estampa aqui e não acolá. Para entender a proposta dos acessórios, do caimento. Para abosrver a intenção do tecido e do conceito. Tem que ser mostrado da melhor forma possível. O tamanho 36/38 é usado porque é padrão.

Perguntem para quem faz moulage como é costurar para avós.

E aí todo ano o Donna - que já vai começar - me cria uma expectativa imensa para quem venham MENOS GLOBAIS e mais MODELOS PROFISSIONAIS. Mesmo que fosse JESUS LUZ, sabe? (Até não sei se ele não vem. Não. O cachê deve estar mto alto!) Mas gente que trabalha para e com isso.

Agora imaginem eu - jornalista - lá bem feliz trabalhando de atriz? Não dá, né, gente? Uó.

Buenas, tudo isso porque li no blog do Lerina quem virá nesta edição e conclui que a TNG cria para, ou gosta muito, de mulheres baixinhas. No desfile de inverno 2009 veio uma menina que eu não sei quem é, mas era baixa. Do mesmo padrão da que vem nesta edição: Fernanda Paes Leme.



Então aí está a talzinha que desfilou para a TNG no último Donna e a Fernanda Paes Leme que vem dessa vez. Não quero dizer que elas não são boas atrizes, que não são pessoas legais ou qualquer outra coisa do caminho do bem. O problema é que a gente espera ver a roupa toda, e não só a metade na passarela. #brincadeira. Tipo Monique Alfradique (é assim que escreve?) na última edição? Não entendi nada daquelas roupas e odiei - cheia de preconceitos, éca. Estou terríver hoje.

A boa notícia é que a minha coleeguíssima (mas suuuper mais bem sucedida) jornalista Mariana Weickert (ex-modelo!!!) também virá e desfila pela Forum Tufi Duek. Vamos botar uma foto da bonyta para vocês verem o que é modelo profissional.


Entendeu o que eu quis dizer?

Mas daí me cai o cu de novo: Fiorella Mattheis? Ahn? Alguém já ouviu falar? Daí eu vi quem era... "apresentadora do Video Show". Apresentadora de nada, né? Ela desfila para a Bob Store. ¬¬

Essa Fiorella é uma menina que fazia Malhação na época em que eu fazia escuta no Piratini. Daí eu e a Camila Konrath, (beijo, leeanda) subíamos pra parte das tvs pra deixar gravando os jornais da noite e ela estava lá, na telinha da Malhaçã com tanto gloss na boca, minha gente, com tanto gloss, que parecia que ela tinha chupado uma coxinha de galinha engraxada a tarde inteira. Pra nós, ela é simplesmente "coxinha".


Tchãran, quem será a próxima vítima?! No sábado, então, pra finalizar a gongação, a modelo Daniela Sarahyba desfila com todo seu luxo e classe para a Canal, às 19h enquanto a Juliana Didone - que eu também achei meio baixa da última vez, mesmo que ela tenha começado como modelo - desfila para a loja Canal Sul com as roupas da marca Índigo. Também né? Começar como modelo é a mesma coisa que nada, até eu fui modelo!!!




Olha só a desenvoltura da moça no backstage da Colcci, no ano passado?! ¬¬

Beyjos, até lá, gurians!

2 comentários:

luísa fedrizzi disse...

concordo muito - e, ano a ano, também me frustro. porque acho que tem outra coisa também, além da questão estética peso/altura: o JEITINHO. essas pseuso-celebs foram ALFABETIZADAS no projac, sabe. não sabem escrever atitudchy passarela.

porque que aqui o povo não atóran e idolatra as modelas? eu queria viver a vida nessa sociedade.

RAMiRO FURQUiM disse...

HAHAHAHAHA… Muito folgada! :D Mas baita leitura…
Modeletes Pro, por obséquio…